Muito mesmo antes de trabalhar e desenvolver-me no design por conta já trazia comigo uma teoria pouco explorada e muito óbvia. A teoria da árvore.

Nossas vidas são baseadas em sentimentos apenas, a razão apenas controla tudo para que não ocorra de acordo com as vontades. Logo pensando desta forma vemos o caráter pessoal, a estima da pessoa.

Com base nestes dados óbvios fui para o mais óbvio ainda, a estruturação da sociedade de acordo com uma árvore. Seguem os seguintes passos, o plantio, o nascimento da primeira raiz, as subsidiárias da raiz.
Cada raiz possui uma importância própria, seu cérebro é receptor e distribuidor de informações, seu sistema nervoso auxilia como raízes nesta captação de informações, logo isto envolve os sentidos do corpo, mais questões psicológicas.
Seguiremos daqui por diante com um evento simples, como fazer um cachorro quente, o clássico, pão com salsicha sem demais detalhes.

A raiz ou fonte para produção de um cachorro quente é conceito, ou base sobre como fazer.
O que é um cachorro quente?
Isto é um cachorro quente
Hot Dog

O que preciso pra fazer um desses?

Pão de hot dog

Pão de hot dog

Salsicha de hot dog

salsicha de hot dog

Mostarda

Após ferver a salsicha para que ela tenha seu gosto melhorado e logicamente esteja quente, podemos colocá-las em pães de hot dog abertos e adicionar mostarda a gosto.
Isso é a maneira mais simples de como funciona um lanche.
Seguindo a teoria da árvore temos:
-conhecimento sobre ingredientes;
-conhecimento sobre confecção do lanche;
-conhecimento de manipulação das ferramentas necessárias para confecção do lanche;
-noção básica de tempo para cozer as salsichas;
-noção básica de manipulação de ferramentas para cortar pães;
-noção básica de manipulação de ferramentas para montar o lanche sem casar danos corporais;
-entre outros milhões de quesitos que passam por nossa mente sem percebermos.

A maneira de como aprendemos isso que é fantástica, imagine-se novamente na posição de leigo no assunto cachorro quente.
Agora você começa a analisar o que o instrutor faz, fala e suas expressões corporais notadas inconscientemente.
Você está neste momento ABSORVENDO informações necessárias para a confecção do lanche, assim como raízes absorvem sais e nutrientes.
Esta absorção não é sempre em 100%, as plantas teriam secado a terra se fossem gulosas e velozes em seu processo.
Após elas absorverem este conteúdo, veja que isto varia de acordo com a planta e terreno, ela absorve somente o que ela precisa, o que ela absorver que não for preciso a mata.
Podemos ser lineares e absorvermos todo tipo de conteúdo, porém estamos propensos a DESCARTE PROPORCIONAL, onde simplesmente não pegamos a informação 100% e descartamos o que é inútil, porém não ficamos sempre com o útil, assim nos infeccionando diariamente com conteúdos sem nexo, ou vazios por si só.
O descarte proporcional ocorre normalmente em longos textos lidos rapidamente ou mesmo palestras. Uma planta com seu vaso cheio de água a levará a morte em horas, o mesmo ocorre conosco, o excesso de informação nos torna inúteis em certo ponto, não sabemos o que absorver, não temos para onde correr.
A internet não é o nosso grande vaso, ela pode ser usada de forma discreta para conseguir informações em maior velocidade, mas o que o ocorre é uma inundação de feeds, emails, likes, posts, conferências, mensagens, tudo pisca, fazer sons e você por fim se pega vendo umas imagens engraçadas que nada agregam ao seu dia.

ABSORVEMOS TUDO, mas descartamos muito mais do que o necessário.
O que acham? A teoria é apenas uma teoria, para mim é verdade até que se diga o contrário ^^

Anúncios